Uma ideia para a ciclofaixa

Gostaria de oferecer ao digníssimo Sr. prefeito da cidade de São Paulo uma ideia para que suas faixas de bicicleta espalhadas pela capital sejam de fato frequentadas  por ciclistas e não por “fantasmas”, como (não) vemos hoje em dia.

Deixo claro que tenho uma visão política totalmente contrária à do prefeito e não concordo com a maneira dele e de seu partido de administrar a maior cidade do país. No entanto, devo admitir que a intenção teórica do Haddad com as ciclofaixas não é de toda ruim. Afinal, é uma prática adotada em várias metrópoles do mundo e claramente resulta em um ganho evidente de qualidade de vida, agilidade e bem estar para o cidadão.

O problema é que quando trazemos para cá, sobretudo em SP, consegue ser “mal feito”. Claro que a geografia, distâncias e insegurança da cidade também não facilita o uso da bike – seja para lazer ou trabalho. Mas já que o autoritarismo vermelho impôs a pintura das faixas, que pelo menos se incentive o uso delas, a fim de que as pessoas realmente deixem o carro de lado e passem a pedalar por ai.

Mas voltando ao tema inicial do post, segue uma ideia que pode virar esse jogo. Com inspiração numa ação realizada na Dinamarca, imagina se governo adotasse uma política em que devolvesse parte da carga fiscal – a definir qual dos vários impostos que pagamos – por quilômetro rodado de bicicleta nas faixas caso o deslocamento seja feito por motivos profissionais?

Algo como uma “nota fiscal eletrônica” do transporte por bicicleta. Afinal, a chance de sucesso de uma iniciativa está vinculada diretamente ao benefício prático oferecido ao alvo dessa ação. E se o subsídio for em dinheiro então, precisaríamos usar o Waze para encontrar as melhores rotas e fugir do transito nas faixas exclusivas. Na Dinamarca, por exemplo, a cada quilômetro rodado no trajeto casa-trabalho-casa, o “motorista” recebe US$ 0,08 em isenção fiscal. Algo similar aqui seria bem recebido.

Sei que estamos há anos-luCHwIlPhUcAApBC4z do país nórdico para pensar na  implementação de algo  realmente benéfico ao cidadão como esse, ainda  mais nesse governo. Porém o conceito  da ideia – de certa forma- pode ser  aplicado nesta bagunça chamada São Paulo. Basta  querer!

E assim, quem sabe, eu poderia pela primeira vez aplaudir uma iniciativa  desse Prefeito.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s