ENQUETE: o que fará o Brasil evoluir no MKT Esportivo?

Em vez de publicar um texto analisando um tema relevante no mundo do Marketing Esportivo, desta vez mudo o “approach” e, pela primeira vez, convido os leitores para participar de uma enquete. O assunto é uma extensão do post “o futuro do MKT Esportivo” e tem o objetivo de refletir alguns passos importantes do setor para seguir com o seu processo de maturação.

A incerteza pós-Jogos Olímpicos, motivada sobretudo pela ausência dos grandes eventos no país e a atual crise institucional e econômica que vivemos, deve despertar nos profissionais desta área uma reflexão sobre como devemos nos preparar adequadamente para superar uma eventual turbulência que se vislumbra para os próximos meses (e anos).

Diante disso, acredito seja importante entender dos leitores e colegas as prioridades que devem ser trabalhadas desde já, reduzindo assim possíveis impactos negativos futuros. Por meio de uma enquete, proponho alguns pontos a serem trabalhados para que os negócios do esporte no Brasil evoluam de maneira consistente e atinjam a maturidade necessária.

Qual dessas ações você entende que seja prioritário? Cada opção abaixo é bastante abrangente – propositadamente para estimular o debate e troca de opiniões. Sabemos que a solução não virá de maneira isolada, mas definir caminhos é fundamental.

O resultado da enquete, juntamente com uma análise sobre o tema vencedor será publicado neste mesmo blog na semana seguinte. Então, o que fará o Brasil evoluir no MKT Esportivo?

13 comments

  1. Votei na segunda opção pois acredito que, nós mesmos do ramo, precisamos entender mais profundamente nossa profissão para sermos mais valorizados e sabermos claramente o caminho a seguir.

    Curtir

  2. O marketing esportivo esta precisando de uma reformulação, mas não só nos profissionais,mas em toda cadeia que envolve o esporte profissional e amador. Temo uma caminho imenso a seguir, vou com a opção 1.

    Curtir

    1. Obrigado pela interação, Luis. Você está certo, é preciso uma grande reflexão sobre o segmento, sobretudo no momento que estamos nos aproximando em que o Brasil deixará de ser o foco do esporte mundial.

      Curtir

  3. A maioria das companhias confunde marketing esportivo com plataformas publicitárias. E fazem “conta de investimento” de modo errado. Aquém de não investir em iterface executiva para analisar o assunto. Salvo raras exceções, como sua própria companhia, amigo David.

    O excesso de aventureiros entrantes na indústria, por conta dos grandes eventos, também prejudica a qualidade de proponentes. Nublando as poucas e sustentáveis propostas de valor existentes…

    E como nunca há tempo para discutir isso, segue a banda!
    Achei muito importante a reflexão. Um fórum executivo com líderes do mercado corporativo, viria muito bem nessa linha… Quem sabe não ocorre num futuro breve…

    Curtido por 1 pessoa

  4. Caro David,

    Acredito que a opção 1 deveria na verdade se dividir nas duas hipóteses que apresenta. Será que não temos gestores esportivos capacitados? Quantas turmas já saíram da Trevisan, da ESPM, etc? Se todos esse profissionais não estão capacitados precisamos mudar a capacitação,não aumentar o número.
    Uma mudança que talvez fosse impactante seria criar uma graduação em Gestão e Marketing Esportivo em vez das tradicionais Pós.

    Por outro lado os profissionais que saem capacitados dos cursos têm realmente oportunidades no mercado? Conseguem atingir posições onde realmente consigam e tenham poder para mudar a forma de gerir o esporte e façam evoluir o MKT esportivo no Brasil?

    Penso que a reciclagem dos profissionais é a chave da mudança. Dar espaço aos que trazem conhecimento cientifico, valorizar as suas opiniões e decisões e deixar que façam o seu próprio caminho de crescimento através da responsabilização pelos seus erros e sucessos.

    Parabéns pelo debate! Com certeza o crescimento e a mudança também passam por aqui.

    Abraço,
    Bernardo

    Curtir

  5. Muy buena la idea de hacer participar a tus lectores caro David. Para mi la mejor opción seria la 1, para lograr una capacitación de alto nivel. Eso si, lo importante seria no hablar unidamente de Marketing Deportivo (sea una palestra, un curso breve de pocas semanas o un programa de Sport Business), sino hablar de Gestion Deportiva, ubicando en un mismo plano el marketing, el negocio y la tecnología. Desde adentro de un club me doy cuenta que las estrategias de marketing únicamente se ejecutan correctamente cuando hay una mirada mas amplia del asunto, y no solamente como una activación de un producto o servicio.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Maestro, como siempre, una clase de gestión! Gracias por tu comentario y coincido que si debemos ampliar la manera como vemos el Marketing Deportivo, una vez que eso es más grande que el alcance de “MKT” solamente. Otra vez, gracias por tu interacción y ayuda. Abrazo

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s