Paulistão com organização de Paulistinha

O fim de semana marcou o início dos principais campeonatos estaduais de futebol da temporada 2016. Por disponibilidade e afinidade, nesta primeira rodada assisti as disputas do Paulistão Itaipava. E o que vi – fora de campo – me motivou a escrever  este post.

Ao redor dos gramados, contei aproximadamente 20 empresas/produtos sendo expostos nas placas de publicidade e mídias publimetas (tapetes ao lado dos gols). A falta de assertividade no número exato de expositores deve-se a transmissão da atual detentora dos direitos de TV, que teima em não privilegiar quem sustenta o futebol. Mas isso fica para outro post.

O que mais me chamou atenção ao revisar o mapa de placas foi o perfil das empresas que hoje utilizam o campeonato estadual mais desenvolvido do país para publicar suas mensagens. A grande maioria não são consideradas líderes de seus segmentos, nem constam no rol das “grandes empresas” nacionais ou internacionais. São players relevantes, é verdade, mas que não conseguem gerar grande impacto comercial nem contribuem para a valorização do torneio como produto.

Importante ressaltar que no parágrafo acima não faço – absolutamente – nenhum juízo de valor à qualidade e gestão dessas empresas/produtos. Pelo contrário, as valorizo pois ainda consideram o futebol estadual um ativo válido. Apenas manifesto minha surpresa pela ausência de grandes anunciantes históricos que utilizam o Paulistão para reforçar seus mixes de comunicação.

Esse cenário, do ponto de vista de Marketing Esportivo, gera distintas análises, variando de preocupação a otimismo. Aqui, apresento duas ópticas:

  1. Positiva: novas marcas apostando no futebol ampliando o leque de potenciais investidores na modalidade.
  1. Negativa: saída dos líderes revela que o produto (campeonato) já não é mais relevante, atraente e nem entrega os resultados esperados. Segmentos de mercado importantes e tradicionais como telefonia e automobilismo estão fora dos  estádios paulistas.

Prefiro olhar pelo prisma do “copo meio-cheio”, entendendo que houve uma mudança de perfil e foco e que os gestores de Marketing Esportivo das grandes empresas estão diversificando seus (cada vez mais escassos) recursos. Por outro lado, ainda que o otimismo impere, há motivos para que meu lado “copo meio-vazio” prevaleça…

Basta atentar pelo ocorrido na partida do Palmeiras, no domingo. Na ocasião, enquanto a placa central radiava a marca “Itaipava”, “title sponsor” do campeonato, na mesma linha lateral – ao lado esquerdo das câmeras de TV uma pequena placa de publicidade na cor meio vermelho escuro a marca “Spoller Chopp”. Quero crer que tenha sido “simplesmente” uma falta de atenção da organização e que o erro seja reparado nas próximas rodadas.

De todas as formas, trata-se de algo inaceitável no ambiente esportivo profissional e que – por não ser a primeira vez que algo similar ocorre (Chevrolet x Ford) nesta mesma competição – talvez justifique umas das razões de pender, infelizmente, para o ponto 2 acima!

2 comments

  1. A gestão do futebol brasileiro é extremamente amadora, acredito que, por isso, grandes patrocinadores estejam “abandonando o barco”. Campeonatos longos, mal organizados, mal explorados, sem estratégias de marketing, sem estrutura para garantir o mínimo de conforto ao público… Times que seguem pelo mesmo mau caminho. Era uma questão de tempo para que nossos campeonatos se tornassem pouco atraentes.

    Curtido por 1 pessoa

    1. O problema também passa pelo descaso e amadorismo das federações estaduais. É preciso profissionalizar essas entidades e deixar algumas partes da organização dos campeonatos sob responsabilidade dos clubes.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s