O desserviço da TV aberta ao esporte brasileiro

No post Choque de realidade do MKT Esportivo brasileiro, publicado recentemente neste blog, discutimos sobre a dificuldade do mercado de negócios do esporte em conseguir avançar em suas práticas, mesmo após anos de aprendizado com os dois maiores eventos esportivos realizados por aqui. A reflexão rendeu boas interações e me inspirou a abordar um dos motivos que – na minha opinião – ainda nos previne de sermos melhores.

Entendo que a mídia, sobretudo a TV aberta, tem uma responsabilidade enorme na consolidação do esporte nacional. Seja para dar visibilidade aos atletas ou como geradora de negócios, já que ambos estão diretamente ligados. Ou simplesmente para cumprir seu dever de levar entretenimento e serviço à população.

Mas, na prática, infelizmente ela ignora o esporte nacional. Num país onde a TV Aberta atinge 98% dos lares e que sua audiência ainda cresce – muito em função da retração econômica que obriga o consumidor a cancelar seus serviços de TV por assinatura – temos uma programação esportiva pífia.

Nos achamos o país do futebol, mas só podemos ver 2 jogos por semana da nossa liga principal (geralmente do mesmo time!). Aliás, 3, se considerarmos 1 da Série B! Somos multi-medalhistas olímpicos no vôlei e não há transmissão dessa modalidade. Talvez um resumo da final encaixado dentro do programa da manhã de domingo… e sem dizer o nome correto dos times (pois não divulgam marcas ‘de graça’). As demais modalidades então, vivem num ostracismo ainda maior e só ganham algum destaque durante as Olimpíadas – acabado o evento, vivem mais quatro anos de esquecimento.

Não incluo os programas esportivos nesta análise. Aqueles da hora do almoço, que passam horas discutindo o que não vale discussão, até permitem que o cidadão veja alguns lances de jogos que eles mesmos resolveram esconder em suas grades. Mas é só futebol, nada mais!

Os detalhes que provocam este cenário ficam para outro post, mas sabemos que o monopólio, a reserva de mercado e interesses escusos têm contribuído para o desserviço da TV Aberta brasileira. O mercado de Marketing Esportivo – e de esportes em geral – lamenta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s